Concursos sob suspeita III

Leitor informa que desconfia que os últimos concursos realizados pela Fauel para a Prefeitura de Maringá teriam sido organizados pela AVR Assessoria Técnica, de Ibiporã ou Umuarama, não soube precisar, que teria uma parceria com a fundação vinculada a UEL. Segundo ele, em muitos casos a fundação entra apenas com o nome, para que não haja licitação. Seria bom que o MP verificasse. Haveria ligação de pessoa da administração local com a AVR.
Akino Maringá, colaborador

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Começou em jornal aos 14 anos, foi editor-chefe dos três jornais diários de Maringá. Pioneiro em blog político, repórter e apresentador de programa de televisão, apresentador de programa político nas rádios Jornal, Difusora e Banda 1, comentarista das rádios Metropolitana e Guairacá, editor de diversos jornais e revistas, como Umuarama Ilustrado, Correio da Cidade, Expresso Paraná, Maringá M9 e Página 9. Atualmente integra o cast da Jovem Pan Maringá.

2 pitacos em “Concursos sob suspeita III

  1. A FUNDAÇÃO DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA – FAUEL, fundação de direito privado, sem fins lucrativos, tendo em vista conteúdo publicado por este veículo de comunicação, vem prestar os esclarecimentos que entende devidos, nos termos que adiante seguem:

    Esclarecemos inicialmente, que é característica da dinâmica de trabalho das Fundações de Apoio atuar com parceiros e prestadores de serviços para o desenvolvimento de todas as suas atividades, contando esta Fundação atualmente, com mais de 18 mil prestadores de serviços cadastrados, entre pessoas físicas e jurídicas.

    Na realização do Concurso Público do Município de Maringá, a empresa AVR Assessoria Técnica Ltda configura-se como um, entre os vários prestadores de serviços contratados para execução das diversas etapas do Concurso – prestadores estes que atuam sempre sob a fiscalização e a coordenação da FAUEL, não havendo qualquer irregularidade nessa sistemática de trabalho.

    Por fim, ressaltamos que em momento algum a FAUEL participa destes certames apenas com o nome, mas sim realiza toda a coordenação e supervisão de todos os trabalhos. Frisamos também que o Ministério Público não apenas conhece os mecanismos de funcionamento da FAUEL – e de outras fundações – como também acompanha as atividades realizadas por esta entidade, uma vez que é o órgão responsável pela fiscalização das Fundações (art. 66 do Código Civil).

    A FAUEL tem como meta fundamental a lisura, a conduta ilibada e a postura ética em todas as suas ações. Portanto, em nome destes princípios e com o intuito de preservá-los, reafirma nessa ocasião, sua total disposição para esclarecer quaisquer questões que se façam necessárias.

    Atenciosamente,

    Diretor Presidente, Mário Luís Orsi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>