Aterro da Pajoan desbarranca e vira lixão

O aterro sanitário que a Pajoan tem em Itaquaquecetuba (SP) e funciona com licença precária desde 2009, tendo recebido 83 multas, superando os R$ 3 milhões, desmorou ontem; foram 150 toneladas de lixo que chegaram a interditar a Estrada do Ribeira. O aterro, que virou lixão, atende nove cidades daquela região. Leia mais.

A Pajoan mantém aterro em Sarandi (com o nome Ambiental Sul), que vem recebendo lixo de Paiçandu, onde, ontem à noite, os vereadores se reuniram e novamente adiaram a discussão do assunto.

(Foto: Máfia do Lixo)

Angelo Rigon


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>