Luiz Modesto

Nome completo: Luiz Modesto Costa
Idade: 30 anos
Signo: sagitário
Um perfume: Chrome, Azzaro
Um lugar: a Trappa de Campo do Tenente (fui descansar lá uns anos atrás e o silêncio me encantou)
Uma música: Por una cabeza, do Gardel
Um sentimento: tranquilidade
Um livro: A Casa dos Espíritos, da Isabel Allende


Uma revista: Piauí
Um programa de TV: The Oblongs (alguém lembra?)
Um ídolo: minha mãe
Um esporte: natação
Um hobby: jogar canastra com meu pai e sua velha e boa guarda sempre que posso
Família é: meu porto seguro
Uma bebida: gosto de whisky, mas nem sempre tenho dinheiro pra tomar. acabo ficando no quebra gêlo e na cervejinha de leve
Um prato: polenta com queijo, ovo mole e agrião…
Drogas: gosto de algumas das socialmente aceitas, mas não me agrada a idéia de ser refém de nenhuma delas. Sobre as ilícitas… lei é lei
Sexo: muito bom, mas, como a maioria das pessoas, não faço tanto quando gostaria
Uma frase: “Onde não se pode criticar, todos os elogios são suspeitos”,  Ayaan Hirsi Ali
Trabalho: necessário
Política: geralmente não se pode esperar grandes coisas, mas não da pra fingir que não temos nada com isso.
Um animal: gato
Time de futebol: Coxa
Religião: não, obrigado
Um momento: férias na Guarda do Embaú fora de temporada
Um show: Alegria, do Cirque du Soleil
Uma qualidade: estar atento para ser bom com os outros na medida do possível
Um defeito: um não, vários
Onde nasceu: Loanda- PR
Um destino de viagem: interior da Argentina
Uma personalidade: daqui de Maringá, a Ana Lúcia, do Observatório das Metrópoles; da minha vida a Dona Jovita, minha mãe; da política nacional, o Tiririca… ; das letras, o Saramago, e assim vai… (não consegui escolher uma só, desculpe)
Pescaria ou praia: pescaria, mas faz muito tempo que não me faço esse agrado.
Dia ou noite: noite, sempre.
Uma cor: para mim, o azul (descobriram essa semana, por causa de um isqueiro surrupiado, que sou bem daltônico, rs)
Uma marca: Sadia
Um momento marcante em sua vida: Conhecer meu irmão mais velho e o nascimento da minha sobrinha
Um sonho ainda não realizado: casar, ter uma vida tranquila e sem me preocupar com dinheiro. dos grandes sonhos, chegar o dia em que os motivos para as lutas por igualdade e justiça social deixem de existir.

Angelo Rigon


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>