Com Ciro, Serra aumenta vantagem sobre Dilma

Do ex-blog de Cesar Maia:
Entre os dias 25 e 29 de janeiro, o Instituto Sensus realizou pesquisa, dando Serra 33,2%, Dilma 27,8%, Ciro 11,9% e Marina 6,8%.  O Diário do Comércio de SP divulgou pesquisa Ibope realizada entre 6 e 9 de fevereiro. Serra teve 36%, Dilma 25%, Ciro 11% e Marina 8%. (Agência Estado, 17). No Ibope, Serra amplia a diferença de 5,4 pontos do Sensus para 11 pontos, agora.


Na simulação de segundo turno, Serra teria 47%, crescendo 11 pontos, e Dilma 33%, crescendo 8 pontos. A novidade são as altas taxas de rejeição anotadas pelo Ibope: Ciro 41%, seguido por Marina Silva com 39%, Dilma com 35% e Serra com 29%, o que pode significar uma rejeição aos políticos em geral, em função dos escândalos sequenciais que chocam a população. Dos entrevistados, 34% querem continuidade, 29% querem continuidade com mudanças, 25% querem continuidade apenas de alguns programas com muitas mudanças, e 10% querem a mudança total do governo. Estes 35% que querem muitas mudanças ou mudança total, são na verdade a rejeição ao governo Lula, independente de simpatias pessoais por ele. É o número mais alto nesse sentido nos dois últimos anos. Os 34% sinalizam o teto futuro de Dilma.
Sem Ciro, Serra ganha no primeiro turno. Serra 41%, Dilma 28%, Marina 10%. São 47% os que dizem ter pouco interesse ou nenhum interesse na eleição para presidente. Com Ciro, no Norte e Nordeste Dilma bate Serra: 30% a 28% e 33% a 28%. Sem Ciro, Serra bate Dilma no Norte e Nordeste: 33% a 31% e 36% a 35%. O voto pré-decidido: Com Certeza Votaria Nele: Serra 30%, Dilma 20%, Ciro 8%, Marina 6%.  Quem será o novo presidente? Serra 45%, Dilma 26%, Ciro 7%, Marina 3%.

Angelo Rigon

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>