O custo do Novo Centro

Nota publicada originalmente neste blog em 27 de dezembro de 2009:

– O custo do Novo Centro de Maringá – anunciado na época do ex-prefeito Ricardo Barros como sendo uma obra auto-sustentável – é, no mínimo, intrigante. Já há alguns anos a sociedade não vê mais prestação de contas da obra, como antes. A parte considerada mais difícil, ou seja, a construção do túnel entre as avenidas Paraná e São Paulo, incluindo o túnel Linner que sai dali e vai até o córrego Moscados -, realizada entre 94 e 96, custou menos de R$ 23 milhões. Inclui até uma plataforma, que sai ali nas proximidades da antiga rodoviária. A obra foi entregue com 85% executados pelo ex-prefeito Said Ferreira. Jairo Gianoto, que terminou o restante, fez um aditivo e mais um trecho subterrâneo, da São Paulo até a Pedro Taques.


O PT, em 2003, assinou contrato com o Dnit e deu início à obra a céu aberto, da Pedro Taques à Tuiuti e da Paraná à avenida 19 de Dezembro. Foram feitos aditivos, um deles agora no final de novembro. Preço da parte da céu aberto, que, em tese, para os leigos, seria mais fácil e menos custosa: R$ 63.630.830,41. Consta que a Justiça Federal investiga superfaturamento na obra.

PS – Aposto que nenhum leitor pensou, ao ler esta postagem: “O Observatório Social vai investigar…”.

Angelo Rigon

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>