Trio usa prefeitura para dar golpe

Três homens lucraram R$ 12,5 mil com “golpe do chute” dentro do paço municipal de Maringá.

A vítima foi o cunhado de um empresário de Ivaiporã, que vinha há dias negociando a compra de uma carga de papel sulfite com um homem de Maringá. Nesta quinta-feira, perto da hora do almoço, ele veio com um motorista e um caminhão para buscar a carga. Foi apresentado pelo golpista a um “secretário de Educação de Maringá” e, enquanto o caminhão estava “recebendo” a carga, na área de estacionamento do Supermercado Condor, foi até o paço municipal de Maringá. Lá, outro golpista, de terno, bem vestido, pegou o dinheiro e subiu as escadas para fazer a nota fiscal. Passado um tempo, o “segundo” disse que iria verificar o motivo da demora; foi e não voltou mais. É uma variação do “golpe do chute”, que acontece normalmente quando alguém conhecido vaza uma informação aos golpistas.

As câmeras de segurança do paço municipal não flagraram com detalhes os autores do golpe, o que leva a crer que estudaram em detalhes como ele seria feito. No paço, os golpistas e a vítima ficaram numa área escura, próxima à agência bancária, onde a câmera não conseguiu imagens de qualidade.

Angelo Rigon


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>