Vereadores ignoram crescimento de mortes no trânsito

O grupo de vereadores ligados à área da medicina – cinco, quatro deles médicos – fez aprovar ontem requerimento para constituir uma comissão para tratar do avanço das drogas em Maringá. Sem considerar as filas nos postinhos de saúde, que deveriam merecer prioridade dos vereadores, o foco das drogas parece errado neste momento. Maringá, como observou Roberto Silva em reportagem em O Diário, registrou nos primeiros 40 dias deste ano cinco homicídios relacionados ao tráfico; em compensação, o trânsito fez mais que o dobro de vítimas: 12 mortes, a maioria na periferia. Comparado com o mesmo período de 2009, o número de mortos nas ruas e avenidas da cidade cresceu 300% em Maringá.
Até parece que os vereadores não querem mexer com a questão do trânsito, que infelizmente está matando mais gente em Maringá que as drogas. Esta sim deveria ser a pioridade dos representantes da comunidade no Legislativo.

Angelo Rigon


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>