CIDH condena Brasil mais uma vez

A Corte Interamericana de Direitos Humanos condenou o Estado brasileiro ao pagamento de indenização à família do agricultor Sétimo Garibaldi, assassinado em novembro de 1998, num acampamento do MST, na Fazenda São Francisco, município de Querência do Norte, região noroeste do Paraná. Além do pagamento da indenização, cujo valor não foi divulgado para preservar a família do agricultor, a Corte determinou a reabertura do inquérito que investiga as circunstâncias do crime. É a terceira vez que o Estado brasileiro é condenado na CIDH e a segunda envolvendo crimes contra trabalhadores rurais sem terra dessa mesma região do Paraná. Em agosto, o advogado maringaense Avanilson Alves foi um dos contemplados pela sentença dos grampos telefônicos.

Angelo Rigon

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>