Método Soni de voto

O médico e vereador Paulo Soni (PSB), da Turma do Amém da Câmara de Maringá, inventou um novo método de voto. Foi na semana passada, quando se escolhia o presidente da Comissão de Constituição e Justiça. João Alves Correa (PMDB) e Zebrão (PP) disputavam o cargo e na prévia que definiu o vencedor, realizada na sala da presidência, quando chegou a hora de Soni escolher, ele sacou de uma moeda, jogou pra cima, pegou-a e virou-a na mão e então anunciou o voto: no inclíto John Alves. Zebrão acabou ganhando a presidência por um voto – e graças a Mário Hossokawa (PMDB), que levou uma hora para explicar por que não votaria em seu colega de partido.ência, quando chegou a hora de Soni escolher, ele sacou de uma moeda, jogou pra cima, pegou-a e virou-a na mão e então anunciou o voto: no inclíto John Alves. Zebrão acabou ganhando a presidência por um voto – e graças a Mário Hossokawa (PMDB), que levou uma hora para explicar por que não votaria em seu colega de partido.

Angelo Rigon


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>