Um possível cenário de Dilma presidente

De Rudá Ricci:

Pelas projeções das últimas pesquisas de intenção de votos para a sucessão de Lula, em março Dilma Rousseff e José Serra estarão definitivamente empatados. Se a tendência não se alterar, nas convenções partidárias de junho, Dilma já estará na ponta e os tucanos terão que criar um fato político para reverter uma crise que poderá afetar até mesmo o fluxo de financiamento antes mesmo de iniciar o embate para valer. Trata-se, contudo, de um cenário que muitos analistas afirmam ser possível, mas que, a partir do teto de 35%, Dilma dependerá de suas únicas habilidades e predicados pessoais. O que coloca dúvidas em relação à manutenção deste crescimento nas pesquisas. Na íntegra.

Angelo Rigon


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>