Pedágio, limpeza e pedintes

Na semana passada estive no estado de Santa Catarina e duas situações me chamaram a atenção. Passamos por quatro praças de pedágios em todas elas o valor é de R$ 1,10; comparando com o Paraná que de Maringá até a capital do estado tem seis praças, o primeiro valor da praça é superior a soma de todos que quitei em Santa Catarina. A estrada catarinense pedagiada é boa, duplicada e para acessar as cidades próximas as rodovias existem viadutos.

Outro situação é o valor do combustível que escolhe onde abastecer e o valor os preços seguem a lei da oferta e da procura. Hoje estou em São Paulo (interior) e se estivesse com máquina fotográfica gostaria de registrar algumas situações simples que podem ser adotadas em Maringá, como os cuidados das ruas, limpeza dos jardins públicos e praças. Incrível que passei em várias cidades com população próxima de Maringá e não tem flanelinha e nem pedintes nos semáfaros. Observei a situação e perguntei para alguns moradores como conseguiram acabar com estas pessoas que inibem e até incomodam. A resposta foi as entidades realizam parcerias e as autoridades fazem constantes abordagens que incomoda quem está com péssimas ideias e assim eliminaram os flanelinhas e pedintes profissionais.

Angelo Rigon


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>