Quase uma casa da sogra

Três meses depois do desaparecimento de 25 mil DVDs de dentro de um bloco da Universidade Estadual de Maringá – até hoje  não encontrados, embora o furto tenha exigido no mínimo o uso de uma caminhonete -, eis que a instituição sofreu novo prejuízo. Desta vez foram sete computadores que sumiram no Departamento de Ciências Sociais. E olha que houve quem defendesse não registrar a queixa na polícia…

Tomara que a UEM não transfira ao ensino a mesma dedicação e cuidado que dedica aos seus pertences – nossos, em última instância.

Angelo Rigon

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>