Justiça Eleitoral continuará isenta, diz Britto

O presidente do TSE, ministro Ayres Britto, abriu ontem à noite o ano judiciário lembrando que 2010 tem um significado especial por ser ano de eleições gerais. O ministro destacou o desafio da Justiça Eleitoral para conduzir o processo em múltiplos aspectos e salientou a certeza de que a Justiça Eleitoral “prosseguirá isenta de interpretações jurídicas lenientes ou cúmplices com a impunidade dos transgressores da Constituição Federal, das leis e das instruções de caráter eleitoral”. Leia mais.

Angelo Rigon

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>