Absurdo administrativo

A Secretaria de Relações Interinstitucionais tem como orçamento para despesas com pessoal e encargos  R$ 272.000,00. Só com comissionados, segundo nossos cálculos, são R$ 242.351,16, logo sobram cerca de R$ 30.000,00 para servidores efetivos, o que nos permite calcular que são no máximo dois. Ora, com uma estrutura de 1 secretário, 1 diretor administrativo, 1 gerente administrativo e dois servidores de carreira, como justificar os cargos de diretor administrativo e de gerente? Parece claro que são cargos criados sob encomenda. Diretor de quem? Gerente de quem? Gostaria que o Observatório Social se manifestasse. Que os vereadores, como fiscais do dinheiro público, verificassem isso.

Akino Maringá, colaborador

Angelo Rigon


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>