Recordes incríveis do mundo dos esportes

Photo by Unknown >>> Public domain

O Guinness Book está lotado de marcas inusitadas que enriquecem o mundo das curiosidades. Entre esses feitos incríveis, existem conquistas de diversos tipos e os esportes também se enquadram no livro de recordes mais famoso do planeta.

Abaixo, separamos algumas das façanhas que chamam muita atenção no mundo dos esportes e que naturalmente se destacam sobre as demais.

 

A partida mais longa da história do tênis

Em 2010, logo na primeira rodada de Wimbledon, o francês Nicolas Mahut e o americano John Isner se enfrentaram em uma partida praticamente interminável. Na época, o torneio não tinha tiebreak no quinto set, ou seja, sempre que a partida chegasse ao 6-6 em games, os jogadores tinham que abrir dois games de diferença para ganhar o duelo.

Mahut e Isner demoraram quase uma eternidade para conseguir dois games de vantagem no quinto set. O jogo, que começou no da 22 de junho, só foi terminar no dia 24 desse mês. Geralmente uma partida de cinco sets em Wimbledon dura entre três a quatro horas e esse confronto se arrastou por mais de 11 horas.

Além das 11 horas jogadas, Isner e Mahut quebraram vários outros recordes desse esporte, como o maior número de games disputados (138), aces por um jogador (Isner, 113) e pontos  conquistados (980).

O recorde, porém, custou caro para Isner. O vencedor da partida enfrentou um tenista com um ranking abaixo do seu na época, Thiemo de Bakker, mas acabou sendo derrotado em sets diretos.

 

33 horas de embaixadinha para um brasileiro

Conhecido como o “rei das embaixadinhas”, o brasileiro Ricardinho quebrou o recorde de maior tempo consecutivo fazendo isso. Foram 33 horas consecutivas no estádio Independência, em Belo Horizonte.

O atleta começou as embaixadinhas às 7h da sexta e só terminou às 16h de domingo. Tudo fica ainda mais impressionante pelo fato de que em nenhum momento ele não realizou uma pausa para ir ao banheiro ou se alimentar.

 

Maior maratona de um competidor de poker

O poker é um esporte que exige concentração, raciocínio e muita habilidade para se sobressair. Portanto, é complicado quando o competidor amador ou profissional passa mais do que oito horas seguidas praticando em bom nível. Apesar disso, para Phil Laak parecem não existir limites.

Praticar por aproximadamente 115 horas é algo praticamente inimaginável para os iniciantes desse esporte, no entanto, é algo que o profissional Laak conseguiu em um cassino de Las Vegas.

A sessão de Laak foi diferente do que as embaixadinhas de Ricardinho em que o brasileiro não tinha qualquer possibilidade de descanso. No recorde de Laak, era permitido uma pausa curta de até cinco minutos a cada uma hora.

As 115 horas foram equivalentes a quase cinco dias inteiros. O recorde anterior era de Paul Zambler, que em 2009 tinha conseguido jogar por 78 horas. Laak quebrou essa marca em 2010 e desde então não foi alcançado.


Photo by Dutch Boyd >>> CC BY-2.0

 

Arremesso de basquete mais longo da história

Em 2016, um trio australiano entrou para a história do Guinness Book ao converter o arremesso mais longo da história. Brett Stanford, Derek Herron e Scott Gaunson tiveram três tentativas para conseguir a façanha, sendo que apenas na última Herron conseguiu acertar a cesta a uma distância de 180 metros.

O arremesso saiu do topo de uma represa localizada nos alpes suíços e foi parar numa cesta colocada na parte de baixo da represa. A bola viajou por alguns segundos em uma arremesso perfeito que entrou para a história.

“Foi um momento surreal que prendeu no terceiro tiro”, disse Herron, de Perth, ao Guinness World Records. “Eu observei a bola ir em direção ao aro e vi o movimento da rede, mas ainda tinha minhas dúvidas de que ela entraria até que eu vi Scott comemorando igual um louco.”

 

Chute de goleiro mais longo de todos os tempos

O goleiro Ederson, do Manchester City, é elogiado por sua técnica com e capacidade de controlar bem a bola. No entanto, ele também se destaca no que diz respeito a força nos pés.

O goleiro brasileiro está no livro dos recordes por ter conseguido o chute mais longo da história por um jogador da posição. Na ocasião, levou-se em conta o chute e apenas o quique inicial da bola após o primeiro contato.

O recorde, porém, foi batido em pouco tempo pelo mesmo atleta. Ederson conseguiu um chute de 75 metros e 35 centímetros, aproximadamente 35 centímetros a mais do que o recorde anterior.

 

Outros recordes impressionantes nos esportes

Alguns recordes são contínuos, como por exemplo a ultramaratona mais longa do mundo. Ela acontece todos os anos nos Estados Unidos e os corredores possuem até 52 dias para completar a prova com aproximadamente 5 mil quilômetros.

No momento, o recorde da prova pertence ao finlandês Ashprihanal Aalton, que já completou a prova em 40 dias e 9 horas. O percurso acontece todos os anos com a mesma distância desde 1997.

No vôlei, alguns recordes chamam atenção. Em 2011, por exemplo, dois times holandeses quebraram o recorde de horas consecutivas jogando esse esporte. Foram 85 horas seguidas entre os dias 27 a 30 de dezembro e as equipes jogaram pelo total de 63 partidas.

Já no tênis, além da partida épica entre Isner e Mahut, outro recorde também é impressionante e merece destaque. Em 2017, os italianos Simone Frediani e Daniele Pecci conseguiram o maior rali da história desse esporte ao trocar o total de 51.283 golpes.

Outro esporte que também conta com recordes impressionantes é o poker. Se Laak é o dono do recorde de partida mais longa, Bertrand Grospellier detém a honra de ser o atleta que disputou o maior número de mesas de poker online em uma hora.

“ElkY”, como o atleta é conhecido desde seus tempos como jogador profissional de Starcraft, conseguiu o impressionante feito em 2009 ao jogar 62 mesas de maneira simultânea no prestigiado Monte Carlo Bay Resort em Mônaco.

 

Recordes demais para serem mencionados

É claro que impossível listar todos os recordes e curiosidades impressionantes. Afinal, no mundo dos esportes há dezenas de páginas com marcas espetaculares que foram batidas nas últimas décadas.

Apesar disso, cada um dos recordes citados acima demonstra de uma maneira um pouco mais completa que o corpo humano é capaz de superar barreiras muitas vezes inimagináveis no âmbito esportivo.

Compartilhe