Por que algumas pessoas atraem mais mosquitos que outras?

Se você é aquela pessoa que não sai de casa sem o kit de repelente na mochila, esse artigo foi feito para você. Afinal, quem não passou por alguma das situações desagradáveis a seguir: passar o feriadão na chácara com os amigos e mais coçar do que se divertir; viver uma noite infernal de sono enquanto um pernilongo te incomoda diversas vezes; e, finalmente, ouvir alguém dizer que você é único que levou picada porque tem o sangue doce

Neste artigo, você vai descobrir por que algumas pessoas atraem mais mosquito do que outras? Você já se pegou pensando nisso em algum momento? Sim? Então prepare-se para aprender as possíveis respostas!

Fator Genético

De acordo com alguns estudos, foi possível identificar que a resposta é unânime: o gosto dos mosquitos está altamente relacionado com o fator genético. Segundo o site Bustle, 85% dos casos estão ligadas a esta questão. Ou seja, algumas pessoas já nascem com esse “dom” de terem maior probabilidade se serem picadas.

Ainda para Jerry Butler, professor da Universidade da Flórida, uma em cada dez pessoas é extremamente “apetitosa” para essas criaturas tão “inofensivas”. Alguns elementos do corpo humano estão intimamente relacionados a fatores genéticos. Quem possui elevadas taxas de concentração de esteroides e colesterol na pele, estão mais suscetíveis às picadas. No caso do colesterol, isso serve para as pessoas que metabolizam essa gordura muito depressa, tornando-se assim um alvo mais fácil para os mosquitos.

Tipo sanguíneo

Em estudos realizados pelas cientistas britânicas Corinne Wood e Caroline Dore  no periódico Nature no ano de 1972, foi constatado que os mosquitos da espécie Anopheles gambiae têm sua predileção focados no sangue do tipo O. A pesquisa se deu da seguinte forma: 20 voluntários foram expostos a mosquitos fêmeas, as únicas que se alimentam de sangue. Os animais foram direto para os participantes que possuíam sangue do tipo O.

Muitos anos depois, em 2004, foi a vez dos japoneses pesquisarem sobre o tema. Cientistas do Institute of Pest Control Technology, em Chiba, confirmaram o resultado da análise das britânicas da década de 70.

No total, 64 participantes estiveram presentes nos testes. Desses, 83,33% dos atacados pelos mosquitos eram do tipo O. Porcentagem essa que é superior aos 46,5% dos que possuem sangue do tipo A. Através das pesquisas dos cientistas japoneses, foi descoberto que os mosquitos também possuem maior predileção aos candidatos que possuem maior índice de sacarídeos na corrente sanguínea, ou seja, açúcar.

Cerveja

Porém, em 2002, cientistas japoneses da Toyama Medical and Pharmaceutical University, no Japão, fizeram uma descoberta surpreendente. De acordo com eles, pequenas quantidades de bebidas alcóolicas também poderiam estar relacionadas ao “gosto” dos mosquitos. Uma das possíveis explicações tem relação com o aumento da temperatura corporal devido à ingestão de álcool.

Mas, pouco tempo depois, novas descobertas derrubaram essa tese. Segundo pesquisas posteriores, candidatos com temperaturas corporais elevadas devido a outros fatores não obtiveram a mesma resposta do estudo anterior.

De qualquer forma, fica a dica: se beber, passe repelente.

Leave a comment: