Entenda o funcionamento do Bitcoin e Opções Binárias

Mesmo em 2018, a internet não nos cansa de surpreender e apresentar possibilidades de todos os tipos, por meio de apps, plataformas e sites novos. Para quem não é um nativo digital – uma pessoa que teve acesso a um computador e a rede mundial desde pequeno – tudo pode parecer complicado de entender.

Não vamos falar sobre tudo que pode ser complicado, mas a pauta é interessante para tratar de investimentos como Bitcoin e opções binárias. Os dois foram temas de muitas notícias, opiniões de investidores tradicionais, instituições, governos e por aí vai. Mas como eles funcionam? Como assim eles só são operados pela internet e não tem um regulador?

Estamos aqui para esclarecer, não para complicar.

O Bitcoin: você já pode ter perdido o bonde?
Bitcoin foi a palavra da moda no fim de 2017. E há uma razão para esse exato momento no tempo: seu valor explodiu para 17.500 dólares em dezembro, seu maior número até então. E é claro que isso gerou notícias e reações.

A principal dessas reações é que corretoras de investimento começaram a olhar e até recomendar a compra de criptomoedas – esse é o termo mais certo, Bitcoin é só uma das criptomoedas – já que os retornos são excelentes.

O site Investopedia fez até uma sacanagem com seus leitores, com uma matéria que trazia a seguinte informação: quem investiu 100 dólares em Bitcoin em 2011 teria agora mais de 2 milhões. E isso que o Bitcoin não vale nem metade do que em dezembro, sendo negociado a 6.500 dólares.

O bitcoin não é regulamentado por um banco central, com seu valor sendo totalmente regulado pelos balanços do mercado. Suas transações são registradas em uma cadeia que é chamada de blockchain. Um dos atrativos do bitcoin é que diferente das moedas, que um governo pode simplesmente imprimir mais e mexer no valor delas, o bitcoin tem limite de produção.

Então, não, você não perdeu o bonde, porque do mesmo jeito que valorizou milhares por cento em poucos anos e caiu para um terço em menos de 10 meses, ele pode e deve voltar a subir. E com cada vez mais empresas aceitando bitcoin como pagamento, é normal que a moeda se popularize ainda mais. Vale a pena pelo menos prestar atenção e buscar informações.

Opções Binárias
Outra forma de investimento que surgiu com os avanços das tecnologias nos últimos anos foram as opções binárias. A ideia delas é que você pode “apostar” em subidas e quedas de commodities como café, ouro, petróleo ou então de moedas como dólar, euro e libra.

Tudo bem, isso não difere de um mercado de ações, mas há algumas mudanças vitais: nas opções binárias, não importa se o ouro subiu um dólar ou um centavo por onça, em um tempo pequeno pré-determinado, você ganhará o mesmo retorno sobre o seu investimento inicial. Já se desceu um dólar ou um centavo e você apostou que subiria, você perde seu investimento.

Então você pode apostar na subida ou na queda e se você estiver no lado errado, perderá o investimento. Ou então, se acertou na lata o movimento, ganhará um valor fixo, que fica entre 70% e 90% sobre o investido.

Isso caracteriza um investimento de risco, que pode ser interessante se você tem bastante conhecimento do mercado e um dinheiro para fazer essas apostas, enquanto outra parte de seu investimento está em fundos mais seguros.

Conclusão
Não há porque ter receio de opções binárias, bitcoin ou qualquer outro tipo de investimento que tiver na internet se você tiver feito uma boa pesquisa antes, confiar em empresas com credibilidade e se informar bastante sobre o assunto. Ficar com receio e guardar o dinheiro no colchão com certeza não é a melhor estratégia.

Fonte: https://www.coindesk.com/6-6k-bitcoin-price-eyes-new-target-for-bull-reversal/

Compartilhe