Vídeo: aranha armadeira, a mais venenosa do mundo

O título já é bem explicativo. Um sujeito resolveu gravar um vídeo com, nada mais nada menos, o aracnídeo mais poderoso do mundo. No vídeo vemos a aranha andando pelo braço do rapaz. Nas imagens, ela parece até ser inofensiva. Parece.

 

A aranha armadeira ou bananeira (Phoneutria do grego φονεύτρια, “assassina”) é considerada pelo Guinness Book of Records como a mais venenosa do mundo, causando várias mortes por ano. Sua neurotoxina (toxinas que atingem o sistema nervoso e danificam os neurônios) é mais forte e potente do que qualquer outra. Para se ter uma ideia, 0,006 mg de seu veneno mata um rato.

Depois que um humano é picado por uma dessas aranhas, ele ou ela pode experimentar sintomas iniciais, como dor de queimadura grave no local picada, transpiração e arrepios. Dentro de 30 minutos, os sintomas tornam-se sistêmicos e incluem pressão sanguínea alta ou baixa, batimentos cardíacos rápidos ou lentos, náuseas, cólicas abdominais, hipotermia, vertigem, visão turva, convulsões e transpiração excessiva associada ao choque.

Image result for aranha armadeira

Cientistas dizem que a aranha dificilmente injetaria todo seu veneno num ser humano, uma vez que ela precisa do veneno para se defender e, caso usasse tudo, precisaria esperar até que seu corpo produzisse de novo, deixando-a vulneravel a ataques de predadores. Além disso, não há uma substância na natureza que reponha o veneno já usado. A produção se dá com o tempo.

Essa aranha é encontrada na América do Sul, em países como Brasil, Chile, Equador, entre outros. No Brasil é a segunda aranha que mais mata, perdendo apenas para a aranha marrom. A aranha armadeira é responsável por 45% das picadas de aracnídeos no Brasil.

Seu tamanho é considerado grande com corpos de até 5 centímetros e pernas que chegam a 15 cm. Sua cor varia de acordo com a espécie, mas são todas peludas e castanhas.

Elas entram em ambientes humanos atrás de comida, parceiros ou até abrigo e se escondem no meio de roupas e sapatos.

Image result for aranha armadeira

Porém, seu veneno está sendo estudado para ajudar na disfunção erétil, uma vez que ereções resultantes da picada duram horas. O veneno aumenta o óxido nítrico, um produto químico que aumenta o fluxo sanguíneo. Para ser mais preciso, o componente do veneno Tx2-6 é o objeto de estudo.

 

Espécies

Existem 8 espécies dessa aranha:

Phoneutria bahiensis — Mata atlântica do Brasil.

Phoneutria boliviensis — América Central e do Sul (listada na Costa Rica, Panamá, Colômbia, Peru, Equador e Bolívia)

Phoneutria eickstedtae  — Brasil

Phoneutria fera Perty, 1833 — Equador, Peru, Brasil, Suriname, Guiana.

Phoneutria keyserlingi — Mata atlântica do Brasil.

Phoneutria nigriventer — Brasil, norte da Argentina; introduzida no Uruguai.

Phoneutria pertyi — Mata atlântica do Brasil.

Phoneutria reidyi — Venezuela, Peru, Brasil, Guiana.

Apesar de ser brasileira, essa espécie é exportada para a Europa e América do Norte em cargas de banana.

As aranhas armadeiras não têm o hábito de criarem teias. Quando estão famintas, atacam por meio de emboscadas ou ataque direto, geralmente no período noturno. Suas presas são, geralmente, insetos, outras aranhas e pequenos anfíbios, répteis e ratos.

Uma peculiaridade é a sua forma de ataque. Quando se sentem ameaçadas, as aranhas armadeiras levantam seus 2 primeiros pares de pernas. Isso é um indicativo aos predadores que ela está pronta para atacar. Suas mordidas são apenas mecanismo de defesa, feitas quando provocadas intencionalmente ou por acidente.

Image result for aranha armadeira

Como na maioria das espécies de aranhas, a fêmea é maior que o macho, por isso, os machos se aproximam, cuidadosamente e dançando, dessas aranhas para tentar acasalar. Geralmente, depois da copulação, a fêmea mata o macho e guarda o esperma em uma câmara separada até estar pronta para fertilizá-los. Ela colocará até 1000 ovos.

Seu período de vida varia de um a dois anos.

Compartilhe